Cortar a Árvores ou Afiar o Machado Primeiro?

Published by Vagner Pontes on

Imagine-se vestido como um lenhador, pronto para participar de um campeonato de cortes de árvores com machado. Quando fosse dada largada para a competição qual seria sua primeira atitude?

É verdade que a ação instintiva seria sair correndo para cortar a árvore o mais rápido possível, não é mesmo? Afinal é um campeonato e o que derrubar a árvore primeiro vence. E realmente pode ser que esta ação dê certo e você vença a competição, levando “sorte” com a escolha do machado, com a escolha da árvore, com a falta de preparo dos demais competidores, enfim, mas esta é uma situação que pode repetida em outras ocasiões?

Lembro que o sucesso em qualquer tarefa ou área não pode ser um golpe de “sorte”, um golpe do acaso, mas sim a união da Preparação com a Oportunidade e isso sim pode ser repetido.

Talvez em outros momentos, não se tenha tanta “sorte”!

Abraham Lincoln, um dos grandes presidentes americano disse uma certa vez que “se tivesse seis horas para derrubar uma árvore, passaria as primeiras 4 horas afiando o machado.”

Afiar o machado antes é o que eu chamo de Trabalhar de Forma Inteligente, dando a devida atenção ao que realmente importa para que a energia seja empregada na medida certa, aproveitando-se dos recursos que se tem em mãos para que possa repetir uma ação positiva em outras situações, fugindo do acaso e sendo o gestor com foco no resultado, que é o mais importante.

Veja, o mais racional é focar apenas no trabalho Duro como um sinônimo de trabalho manual e braçal, pois foi assim que muitas pessoas aprenderam ser o que é de valor, entretanto, nem sempre é a forma de trazer os melhores resultados.

Quando você para para afiar o machado primeiro, tem a oportunidade de avaliar os demais competidores, conhecer e preparar seu equipamento de forma que ao passar para etapa da ação seja mais assertivo e também produtivo – Alta Performance.

Lembre-se: Afie seu Machado.

Categories: Coaching